Sala de Espera

Sala de Espera

Onde você está agora?

Será que você está na sala de espera da sua vida?

O quanto você vai ficar aí na sala de espera, aguardando alguma coisa? Sabe  aquela sala onde você fica esperando quando vai ao médico?

Então, o que você está esperando ainda para finalmente sair desse espaço?

O que você está aguardando?

Está esperando alguém vir dizer que chegou a sua hora?

E se nessa sala não houver ninguém para vir e dizer que chegou a sua hora?

Se preferir ouça esse conteúdo clicando abaixo.

Só você pode se dar conta disso!

Então que tal liberar e deixar sair essa ideia de que tem que vir alguém dizer que chegou a sua hora, que chegou a sua vez, e assumir que é você quem controla tudo isso?

E se for você quem faz a sua hora?

E se na verdade  você reconhecer que já está mais do que na hora de você fazer algo por você?

O quanto você está preparado para fazer algo, agora?

O quanto você está preparado para sair dessa sala de espera?

Você acredita mesmo que ainda precisa de mais alguma coisa?

Verdade isso?

Ou a verdade é que você está no momento certo para sair e fazer escolhas melhores, escolhas diferentes, imediatamente?

E se a única coisa que te resta agora é você reconhecer que você já está mais que na hora, mais que pronto (mesmo que pronto seja uma definição limitante).

Como seria você reconhecer agora que a única coisa que te resta é escolher, para sair dessa sala de espera?

Imagine tudo que você definiu que precisava fazer, acontecer, aprender, ouvir, ver, sentir, para finalmente sair dessa sala de espera e realizar e permitir que aconteça alguma coisa… Vamos liberar e deixar sair tudo isso? Tudo que isso é e representa? Sim!

A pergunta agora é:

A quem pertence esse lugar que você está ocupando? Esse lugar de suspense, de espera, a quem pertence isso?

Será que isso é seu mesmo? Verdade? Ou isso é de outra pessoa? De alguma outra coisa?

E se tudo que não for seu, você puder abrir mão e devolver ao remetente com partículas de consciência?

Então agora, tudo que está aqui no meu campo, em mim, no meu corpo, mente, espírito, no meu sistema, que não é meu, mas que me impede de escolher algo mais para mim, agora… Tudo que isso é e representa, vamos liberar e deixar sair? Sim!

Segure seu pulso, inspire e solte o ar dizendo PAZ.

E tudo que ainda está aqui, que eu ainda não consegui liberar e deixar sair porque não é meu… eu devolvo ao remetente com partículas de consciência.

Devolvendo, devolvendo, devolvendo!

E sinta essa energia sendo devolvida. Liberando e deixando sair…

Como seria você se abrir agora, e deixar sair tudo que você considerou que você é, e que você não é, e que faz ou fez com que você ficasse continuamente sentado nessa sala de espera?

Liberando e deixando sair. Liberando e deixando sair. Liberando e deixando sair.

Entrando nesse estado de total permissão com tudo e todos. Permitindo que tudo seja uma contribuição para mim.

E agora eu volto a te perguntar:

O quanto você está disposto a sair da sala de espera? O quanto você está disposto a sair e fazer escolhas melhores e diferentes? Escolhendo mais vida, mais saúde. Escolhendo mais amor, paz e alegria. Diversão e dinheiro…

O mundo está te esperando!

E se qualquer coisa que você venha criar, não importa o que seja, seja a contribuição que o mundo está esperando!

Então, onde quer que eu esteja colocando pilhas de julgamento… Em tudo que eu possa fazer, achando que isso não é uma contribuição suficiente para o planeta, para mim, pro outro. E por causa disso eu não estou criando nada…

Tudo que isso é e representa eu libero e deixo sair? Sim!

Segure o pulso. Inspire e solte o ar dizendo PAZ.

A pergunta agora é:

Que escolhas eu posso fazer agora para criar algo diferente?

Que escolhas eu posso fazer para realmente eu me mostrar?

Que escolhas eu posso fazer agora, para finalmente eu ser ouvido, visto e sentido?

Que escolhas eu posso fazer para finalmente eu ser a contribuição que eu sei que já sou?

Que escolhas eu posso fazer para reconhecer finalmente a contribuição que eu sou?

Como seria eu reconhecer que eu já sou tudo isso? Que eu estou pronto para receber o mundo? Que eu estou pronto para o mundo me receber também?

E tudo que impede isso, eu libero e deixo sair, por favor!

Segure o pulso. Inspire fundo e solte o ar dizendo PAZ.

Eu sou Rogério Peixoto e o que eu te desejo é que você realmente #ExperimenteaPAZ.

 

Compartilhe