09 Sugestões Para Aumentar Sua PAZ Interior

09 Sugestões Para Aumentar Sua PAZ Interior

PAZ Interior. Como alcançar isso que está tão perto e parece tão longe?

Você busca paz interior?

Eu tenho observado, nas pessoas com quem converso, nos meus clientes de atendimento presencial e pela Internet, que no fundo, no fundo, todas elas desejam uma coisa em comum. E eu já vou te falar o que é isso.

Percebe só, todo mundo busca, de uma forma ou de outra, se sentir mais próspero, ter mais dinheiro, ter condição financeira mais interessante e tudo isso no final é para a pessoa se sentir mais segura e assim experimentar um pouco mais de… PAZ. Exatamente!

A gente que muitas vezes, ter um relacionamento para poder sentir um pouco mais de conforto, de amor, de segurança, e assim, no final, a gente busca ter mais PAZ.

Então tudo, tudo que a gente busca conseguir no fim, num nível mais profundo é experimentar a PAZ. Tudo se resume nessa busca por se sentir verdadeiramente em PAZ.

E para experimentar essa paz interior, você pode iniciar novos comportamentos e atitudes. E talvez você já tenha até ouvido falar sobre isso, ou lido em algum lugar algo semelhante. Quem sabe você já conheça todas essas sugestões que eu tenho para compartilhar com você, mas muitas vezes, mesmo sabendo essas coisas, a gente acaba não colocando em prática.

Por isso eu te convido agora a aceitar meu chamado para começar a praticar essas sugestões e dessa forma, começar a sinceramente experimentar a paz. Porque é isso que todo mundo busca.

Minha primeira sugestão é:

Fique atento para praticar a Aceitação.

Aceitar significa parar de brigar, dentro de você, com a realidade que se apresenta. Assim, é importante você aceitar o que está acontecendo. Não adianta você ficar lutando contra a realidade. Aceitar significa você permitir que a realidade exista como ela é, porque mesmo que você entre em conflito com o que está acontecendo, o fato é que já aconteceu. Aconteceu! Já foi! E lutar contra isso é perder sua paz interior.

Tem uma frase que eu uso muito que diz: “É o que é!”. Para mim essa frase é muito libertadora. Toda vez que algo acontece diferente daquilo que eu gostaria, eu falo: “É o que é!”. Que dentro de mim significa: “Não dá pra lutar contra isso!

E aceitação é diferente de conformismo, ou falta de ação. Porque se algo está ao seu alcance para que você faça e mude a situação para melhorar a sua realidade, vai lá e faz! Mas se você não tem condição de fazer alguma coisa, não deixe que isso interfira na sua paz interior. Sem sofrimento interior sua ação pode ser mais eficaz.

Pare de Julgar os outros

Bem, o julgamento é a segunda coisa que eu quero abordar. Minha sugestão é: pare de julgar os outros. Porque no momento que você começa o julgamento, você tem uma sensação de superioridade. E esse é um processo automático, conduzido pelo seu subconsciente e que serve para que a gente encubra nossa inferioridade.

Esse paradoxo é o que acontece e no fundo isso gera desconforto, e é desagradável sentir isso. Então reflita: O que você quer? Se sentir superior ou experimentar a paz? Você prefere ficar com raiva e ficar revoltado, ou experimentar a paz? Pensa nisso!

Pare de julgar a si mesmo

Minha terceira sugestão é que você pare de julgar também a você mesmo. Assim como julgamos os outros, nós nos julgamos muito! A medida que nos desenvolvemos emocionalmente, desde a infância, vamos recebendo várias críticas e julgamentos, não é verdade?

Coisas sobre nossa aparência, nosso comportamento, sobre como agimos ou deixamos de agir, etc. E isso tudo acaba mexendo muito com nosso amor próprio.

Nossa autoestima fica bastante abalada às vezes. E isso tudo nós aprendemos inconscientemente. Nós interpretamos o que acontece com a gente como se tivéssemos algo de errado.  Ou como se a forma como agimos fosse sempre passível de toda crítica. E assim crescemos e ficamos sempre na retaguarda, não só ouvindo em nossas mentes o julgamento do outro, mas igualmente fazendo um julgamento próprio. E esse juiz interno costuma ser bastante severo.

Por isso, cale esse juiz, essa voz que existe dentro de você, sempre te julgando, o tempo todo!

Leia 05 Dicas Para Viver Sem Se Culpar

Pratique o Perdão

Somado a essas sugestões eu quero te convidar a praticar o perdão. E o que é perdoar?

Na minha compreensão, perdoar significa liberar as mágoas, deixar sair os ressentimentos, a raiva, a revolta. Eliminar completamente todo e qualquer sentimento e emoção que nos levem a posição de vítima.

Perdoar não significa que você tem que concordar ou aprovar o que alguém fez ou faz. Porque perdoar é você ficar em paz com a outra pessoa e consigo mesmo. É poder lembrar o que aconteceu sem que isso te traga qualquer emoção negativa ou de sofrimento.

Você cura esses sentimentos e acaba levando consigo o aprendizado daquela situação.

E existe uma técnica muito poderosa e incrivelmente simples que pode te ajudar a experimentar a paz e o perdão. E eu posso ensinar a você e a qualquer pessoa, de qualquer idade a utilizar esse método. Para saber mais basta me chamar e conversamos (Chame aqui pelo whatsapp)

Viva o momento presente

Minha próxima sugestão para você experimentar a paz é viver o momento presente. E isso significa que você deve dar importância a este instante e ao que você está fazendo agora, lendo esse texto. Porque se você está lendo esse artigo e sua cabeça está em outras coisas, então você está em lugar nenhum. Não estar no presente é estar em qualquer instante que não é real. O passado já foi, não existe mais. O futuro ainda não aconteceu. E não viver nesse momento, o agora, é deixar de experimentar a paz.

O passado e o futuro são apenas projeções, percepções que temos e projetamos, e não são reais. Não são o Presente. Volte para o presente! Abandone a depressão (passado) e a ansiedade (futuro). Viva o Presente.

Pare de querer entender todas as coisas

Chegamos então à 6ª sugestão, que é: Pare de querer entender todas as coisas. Porque a realidade é muito mais complexa do que a nossa mente consciente consegue perceber. Tudo é muito mais repleto de detalhes do que conseguimos ver através de nossos olhos ou ouvir por nossos ouvidos.

Para tudo que acontece ao nosso redor existe uma rede de outros inúmeros acontecimentos. Há tantas outras condições que acabam dando origem ao momento que está acontecendo agora mesmo. Só, que o que conseguimos perceber é apenas uma pequena parte, um fragmento mínimo da realidade. Não conseguimos ver o todo.

Comece a perceber quem você é verdadeiramente. O que e como você vê, ouve  e sente as coisas, e como isso está te levando a conseguir, ou não, os resultados que busca em sua vida. Conhece-te a ti mesmo antes de mais nada!

Gratidão

E seja grato – sugestão número 7. Abrace o hábito de agradecer. Abandone o hábito de reclamar. Note nas pequenas coisas motivos para ser e vibrar gratidão. Seja grato pelo sol, pela chuva, pelo ar, pelas árvores, pela terra, pela água… Por tudo!

Expresse sua gratidão em voz alta. Expresse gratidão sentindo seu corpo. Habitue-se a agradecer, sempre!

Aqui nesse link eu falo mais sobre isso.

Desligue a TV

E diante disso tudo há algo muito importante a fazer. Um outro hábito que deve ser construído para você experimentar a paz. Minha oitava sugestão é: Desligue a TV.

Especialmente se você assiste noticiários ou passa muito tempo assistindo novelas… Desligue a TV!

A TV é uma péssima fonte de energias e costuma trazer na verdade muito mal estar. Você experimenta mais tensão, mais aflição, ansiedade e até mesmo raiva e indignação! Olha quanta coisa pesada e complicada de carregar! Pare e pense: Será que ficar envolvido por essas vibrações e energias é mesmo bom para você? Será possível assim você experimentar paz interior?

Eu duvido muito. Por isso faça outras coisas. Assista outros programas, veja meus vídeos no canal do Youtube. E se você pudesse ler mais, ouvir mais música, conversar mais sobre coisas edificantes com as pessoas?

Autoconhecimento

Por fim, chegamos a minha nona sugestão para você: Busque cada vez mais o autoconhecimento. Esta é a chave, é o que vai te levar para uma nova percepção, para um melhor desenvolvimento em todas as áreas da sua vida. Esta é a chave para você encontrar e viver sua experiência de paz interior, de alegria, prosperidade…

E acredito que isso deveria ser uma prioridade na vida de todas as pessoas, nas escolas, nos lares, nas empresas. E principalmente em cada um de nós! Porque é isso que auxilia a gente nessa jornada que é a nossa vida.

E há diversos caminhos que podem ser trilhados para você conseguir isso. Pode ser através de livros (conheça meu primeiro livro eletrônico), cursos, treinamentos, palestras, meditação e até mesmo sessões de terapia.

Agora é com você! Qual caminho você escolhe seguir para experimentar a PAZ?

Deixe sua resposta nos comentários!

 

Compartilhe