Rogério Peixoto

“Eu me perdoo.”

Tente dizer estas palavras em voz alta agora (ou em silêncio para si mesmo se você não quer que seus colegas de trabalho pensem que você está meio louco – rsrs!)

“Eu me perdoo.”
Como você se sente quando diz isso? O que vem à tona? Será que uma memória específica ou evento se apresenta?

Ou talvez apenas ansiedade generalizada sobre a VIDA, sobre o que deu errado, sobre como você tem se julgado por tanto tempo?

Há tal PODER em reconhecer como você se sente… e amar, aceitar e perdoar a si mesmo por isso.

Mas, nem sempre é fácil. Por isso, entenda. Há camadas sobre camadas de culpa e vergonha que se acumularam (consciente e inconscientemente) há anos.

Estou certo de que para transformar verdadeiramente a sua vida, você tem que descascar essas camadas e deixar sair, e descobrir a energia brilhante, abundante e feliz sobre tudo.

Assim, para te ajudar a começar isso hoje, eu quero te convidar a fazer umas poucas rodadas de Meditação com Tapping. Isso normalmente faz parte de um pacote de R$ 297, mas eu quero te dar de presente hoje.

Ouça a Meditação com Tapping para te ajudar a Perdoar a Si Mesmo!

Adquira os áudios completos da Meditação com Tapping Aqui

Esta é uma meditação geral para você começar, mas enquanto você faz o Tapping, veja se você consegue se concentrar em um evento, ideia, memória ou crença sobre a qual você não perdoou a si mesmo.

Concentre-se nisso, e dê a essa percepção um número numa escala de 0-10, e volte a verificar isso depois destes minutos de Tapping.

Como você se sente depois de ouvir esta Meditação com Tapping?

Pode ser que uma memória específica tenha vindo à mente? Ou quem sabe, uma pessoa que você possa ter ferido no passado. Pode ser até mesmo um evento não resolvido.

Qualquer que seja o sentimento agora, por favor, deixe seus comentários no final da página. Obrigado!

 

Curta a fanpage no Facebook: Meditação com Tapping

Compartilhe

Share this Post

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*