Culpa

Culpa

O que há de tão ruim em relação à culpa?

Culpa #ExperimenteaPaz

Nos ensinam a sentir culpa (alguns de nós mais do que outros) enquanto crescemos. E sentir culpa é uma maneira pela qual somos instruídos a ter responsabilidade. É uma forma, que aqueles que nos criaram tentaram usar para se certificarem de que saberíamos quando estivéssemos errados. Então, quando adultos, continuamos a manter a mesma linha de pensamento, usando a culpa. Nós assumimos o controle de onde “eles” deixaram, e continuamos a nos sentir culpados por hábito. Em teoria, a culpa parece ser uma ferramenta útil. No entanto, vamos comparar os prós e contras para descobrir o quão útil ou prejudicial isso pode ser.

Os prós

“Eu nunca mais farei isso!”

Um dos benefícios que muitas pessoas veem em se sentirem culpadas é que isso as impede de repetir aquilo que as faz se sentir assim novamente. Mas é assim mesmo que funciona? Você já tentou desistir de um hábito ruim e depois escorregou e acabou fazendo aquilo novamente? Você notou que se você se sentir culpado por isso, você será muito mais fraco quando tentar resistir da próxima vez?

Estudos demonstraram que, quando as pessoas se sentem culpadas por falhar em alguma coisa, elas provavelmente vão falhar no futuro. Na verdade, esses estudos mostraram que, quando as pessoas se culpam em relação ao fracasso, é mais provável que falhem mais na próxima vez. Por outro lado, quando são mais indulgentes consigo mesmas, são mais fortes em situações futuras.

Sentir-se culpado nos torna fracos. Isso afeta nosso pensamento cognitivo. E não conseguimos pensar de forma clara e racional se sentindo assim, ao contrário do que fazemos quando não nos sentimos culpados. Manter esse sentimento aumenta suas chances de repetir o mesmo erro (ou pior) no futuro, e não o contrário.

“É a coisa certa”

Algumas pessoas não querem deixar a culpa porque sentem que merecem se sentir culpadas. E essa é uma maneira de olhar para isso. A questão é: isso ajuda a corrigir ou melhorar a situação?

Você sairia descalço e com roupas de banho em uma tempestade de raios e trovões porque supostamente é verão, e essa é a maneira correta de se vestir nesta época do ano? O fato é que está caindo raios – e não importa o quão certo você possa estar, você corre o risco de que um deles acerte sua cabeça. Há uma grande diferença entre aderir a algo, porque há uma parte de você que acredita que é “a coisa certa”, e fazer suas escolhas com base nos resultados que deseja alcançar.

É uma escolha. É sua escolha – mesmo que não pareça às vezes. Escolher continuar se machucando porque você acredita que você merece, vai te manter num estado de sofrimento. Escolher liberar esse sentimento e perdoar-se vai te ajudar a alcançar a liberdade e a vida que você deseja.

Uma vez que seu subconsciente foi programado para acreditar na culpa, isso vai parecer muito real para você. É aqui que você precisa dar um salto de fé para liberar esses sentimentos ruins. Lembre-se de outras vezes na sua vida quando algo parecia tão verdadeiro ou real. E, depois de dar um salto de fé, você descobriu que a crença que você tinha não era a realidade…

Culpa #ExperimenteaPaz

Os contras

Sentir-se culpado faz você fraco. Esse é um sentimento de estresse e faz com que o corpo produza um coquetel de produtos químicos de estresse. E da mesma forma, desliga ou minimiza várias funções do seu corpo como parte do estado fisiológico de lutar, congelar ou fugir.

Fisicamente:

A culpa te torna fisicamente mais fraco. Isso afeta todo o seu corpo, incluindo seus músculos. Tentar levantar um objeto pesado é muito mais difícil quando se sente culpado do que é quando você não está nesse estado emocional.

Emocionalmente:

Quando você se sente culpado, você fica emocionalmente mais fraco – você acha mais difícil controlar suas emoções quando sente culpa. Você é mais suscetível a sentir magoa, raiva, ressentimento, frustração, medo e outras emoções negativas quando você está carregando a culpa, do que quando está livre dela.

Mentalmente:

Uma vez que a culpa é uma emoção do estresse, um dos resultados fisiológicos de sentir isso é que o córtex pré-frontal do cérebro se torna menos ativo. É exatamente aí que fazemos o nosso pensamento cognitivo e resolução de problemas. A atividade nesta área do cérebro é minimizada porque, naturalmente, isso é desnecessário na situação de lutar, congelar ou fugir. Isso significa que você não está pensando claramente, e você não consegue ver todas as possíveis soluções e oportunidades que você faria se não estivesse carregando culpa. Acontece o que chamamos de sequestro da amidala.

Em relacionamentos:

Sentir-se culpado – sobre qualquer coisa, seja ligado a seus relacionamentos ou não – afetará sua capacidade de manter relacionamentos saudáveis. Por afetar o seu córtex pré-frontal, isso afeta sua capacidade de se comunicar e interagir racionalmente com os outros. Isso também afeta sua capacidade de ser amoroso e compassivo da maneira que você seria, sem a culpa.

Culpa #ExperimenteaPaz

O que aconteceria se você liberasse esse sentimento?

Existe a preocupação de que liberar a culpa significa concordar com o que causou a culpa. Por exemplo, se você machuca alguém que ama, e você se sente culpado por isso, isso significa que você está bem com o fato de que você machucou essa pessoa? A verdade é que: liberar esse sentimento permite que você avance e comece a ser quem você prefere ser. Isso permite que você se sinta amável, compassivo e genuinamente amoroso. Isso permite que você observe as coisas de um lugar de amor e não de um lugar de culpa.

A culpa é uma emoção escura e pesada, enquanto a compaixão e o amor são emoções leves e claras. Substituir os sentimentos de culpa por amor e compaixão será infinitamente mais eficaz, curativo e produtivo para você e para todos os outros envolvidos, do que continuar carregando a culpa.

Todo mundo quer ser amado. O amor incondicional genuíno é o Santo Graal que cada pessoa procura (saibam eles isso conscientemente ou não). Escolher liberar sua culpa e substituí-la por amor incondicional é o antídoto real para qualquer coisa pela qual você se sinta culpado. No entanto, você não pode sentir amor e culpa incondicionais ao mesmo tempo. Você precisa liberar a culpa para pegar o amor. Usar a FEFT é a maneira mais rápida e eficaz de limpar a culpa, porque isso altera o registro subconsciente sobre o qual a culpa se baseia.

Como liberar a culpa?

Raciocinar sua culpa geralmente é bastante ineficaz (talvez você já tenha tentado isso). A razão pela qual isso não é eficaz é porque o seu subconsciente referencia-se a registros e memórias que apoiam o fato de que sentir culpa é bom. Mudar essas memórias e registros é a maneira de mudar a culpa em sua fonte e substituí-la por amor. Use a FEFT para liberar a culpa e avançar com o amor.

Para saber mais sobre como e por que a FEFT funciona, visite: experimenteapaz.com.br/artigos/feft

Agende uma sessão. Preencha essa ficha de pré atendimento agora mesmo.

Compartilhe